NEEM – Conhecida e utilizada há milênios

O seu nome científico Azadirachta indica, vem do persa azadir (livre) e achta (árvore). O Nim (Neem em inglês) é conhecido como “pérola amarga”, há mais de 4500 anos na civilização Harppa, onde foram encontrados medicamentos e estoques de folhas de Nim. Pesquisas mostram sua utilização na medicina Ayurvédica da Índia há séculos (é citado mais de 100 vezes nos textos sagrados indianos Caraka-Samhita -500 a.C. e Susruta Samhita -330 a.C., bases desta medicina). Desde então, a utilização do Nim tornou-se comum na vida de todos os habitantes do subcontinente indo-paquistanês. Existem milhares de fórmulas para uso do Nim na Ayurvédica (“Pancha-nimbra Gutica”, “Pancha Amrita” e também o “Pancha Tikta Ghita”). Milhões de pessoas trabalham com a ciência médica do Nim na Índia e outros países.

Alguns Princípios Ativos
Azadirachtin: Repelente.
Nimbin: Anti-inflamatório, anti-pirético, anti-histamínico e anti-fungíco.
Nimbidin: Anti-bacteriano, anti-ulcerativo, analgésico, anti-arrítmico, anti-fúngico e anti-virótico.
Nimbidol: Tuberculostático, anti-protozoário e anti-pirético.
Sodium nimbinate: Diurético, anti-reumático.
Gedunim: Vasodilator, anti-malárico e antifúngico
Salannim: Repelente.
Quercetin: ação anti-protozoária, anti-oxidante, anti-inflamatório e bactericida.
Nimbenine, Desacetylnimbinase, Nimbandiol, Nimbolide: atuam em infecções por parasitas da pele, são inibidores da coagulação do sangue.
Fonte : http://www.neemfoundation.org/

Visite nosso site e veja mais detalhes: https://www.totalneem.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *