O que é Leishmaniose?

A Leishmaniose causa preocupação, por se tratar de uma doença perigosa e que não tem cura. Ela é causada por um protozoário que ataca o sistema imunológico dos pets e humanos. Mas você sabe de fato o que é Leishmaniose e como prevenir a doença no seu pet? É sobre isso que vamos conversar nesse post.

O que é Leishmaniose?

A Leishmaniose, também conhecida como Calazar, é uma doença que afeta tanto os animais quanto os humanos, ou seja, uma zoonose. Ela é causada por diferentes espécies de protozoários do gênero Leishmania e a transmissão para humanos e animais ocorre por um mosquito chamado Flebótomo. Mas é popularmente conhecido como mosquito-palha e está presente com frequência em regiões mais quentes e úmidas.

Entre os animais que são reservatórios dessa doença temos os cães, as raposas, os roedores e os equídeos. Porém, há algum tempo também foi descrita em gatos (Leishmaniose Felina). 

A Leishmaniose é transmitida ao homem por meio da picada do mosquito, após ter picado um animal infectado, ou seja, o mosquito atua como vetor de transporte da doença.

Existe cura definitiva?

Infelizmente essa doença não possui cura. Porém, existem medicamentos que conseguem diminuir a quantidade de parasitas circulantes no organismo, minimizando os sintomas da doença e melhorando a qualidade de vida do seu pet.

Sintomas da Leishmaniose

Nos cães, em 60% dos casos, a doença não manifesta os sintomas. Porém, quando apresenta, os principais sinais indicativos são: perda de peso progressivo, crescimento exagerado das unhas, lesões na pele, como descamação, perda de pelos e feridas, aumento dos gânglios linfáticos, entre outros. Entretanto, esses sinais apresentados não são conclusivos para Leishmaniose, já que esses sintomas também estão presentes em outras doenças.

A Leishmaniose é uma doença com diagnóstico complicado. Por isso, é sempre muito importante procurar um médico veterinário de confiança, que possa diferenciar a doença de outras enfermidades. Na maioria das vezes, o cão é diagnosticado com um problema, se trata, mas não se cura completamente. E é a partir daí que surge alguma suspeita de Leishmaniose.

Tratamento de Leishmaniose

O diagnóstico da Leishmaniose até um tempo atrás era uma sentença de morte ao pet, por se tratar de uma questão de saúde pública (uma zoonose). E justamente por se tratar de uma doença que não tem cura, o Ministério da Saúde não permitia a realização de um tratamento, já que além de não ter cura definitiva, ainda pode contagiar outros animais e humanos.

Porém, isso mudou com o surgimento de um medicamento regulamentado pelo Ministério da Saúde. Ainda que não tenha a cura total, o tratamento promove uma cura clínica e epidemiológica.

O pet não irá apresentar lesões ou sinais de estar doente. Ele vive como se fosse um animal saudável. Esse medicamento diminui a carga da Leishmania contendo os prejuízos da doença e o cão deixa de ser fonte de transmissão.

Como prevenir e evitar a Leishmaniose?

Mantenha sempre o ambiente limpo, livre-se de entulhos e acúmulo de lixo, pois isso evita a proliferação do mosquito-palha e consequentemente a propagação da Leishmaniose. A higiene e limpeza são fatores fundamentais para diminuir essa incidência do mosquito. Você também pode utilizar telas em janelas e portas.

Além do mais, para proteger o seu pet, existem produtos que podem ajudar a afastar esses mosquitos transmissores, como é o caso da coleira repelente. A vacinação é altamente recomendada para os pets a partir dos 4 meses de idade, principalmente em áreas onde há uma alta ocorrência da doença, sendo necessárias 3 doses, com intervalo de 21 dias entre elas e o reforço anual da imunização. Porém, é importante saber que somente cães com soro negativo podem tomá-la. E embora seja importante para a prevenção, a vacina não protege 100% o animal.

Você também pode utilizar repelente, para que seu pet esteja mais seguro. Existem repelentes para pet 100% naturais, como Pó de Neem, sem contra indicação que atua no animal de dentro para fora. Caso tenha dúvidas sobre qual repelente, temos esse post que fala sobre o Repelente Neem.

Se o seu pet foi infectado com Leishmaniose, mantenha-o longe do mosquito. Assim, evita que ele seja picado e a doença passe para outro animal e até humano, ok?

E então, gostou do post? Você já sabia o que é Leishmaniose? Conta pra gente como você para afastar os mosquitos da sua casa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *